16 de jan de 2010





Nunca acreditei muito nessas histórias de amor verdadeiro, paixão e toda essa melosidade que eu particularmente odiava. Até conhecer você . Eu não sei bem o que aconteceu, mas tudo o que eu mais condenava antes, agora eu me vejo fazendo. É como se eu precisasse de você pra viver, é como se você pertencesse a mim. A felicidade inside sobre mim, sobre você, sobre nós. E eu quero que isso dure por muito tempo, se possível até o fim das nossas vidas. Porque só há graça nas coisas quando você está, você ilumina minha vida, me mostra a cada dia que é você aquilo que me faltava antes. Não acredito nessas histórias de metade da laranja, alma-gêmea e ridicularidades do tipo, mas tenho certeza que você me completa. Meio contraditório isso, né? Eu sei, mas o que não é contraditório no amor ?  Eu só não quero estar me entregando demais, não quero sofrer mais tarde. Então cuida bem de mim, de verdade. Porque eu confio em você, e te entreguei algo que nunca havia entregue a ninguém... 

0 comentários:

Postar um comentário